Criatividade
Inbound marketing + criatividade = mais resultados

Compartilhe agora =)

Rate this post
Inbound Marketing + Criatividade = Mais Resultados
Dicas para um melhor processo criativo

Criatividade (em latim creare) que se traduz na capacidade de criar, inovar e inventar. Na antiguidade pela perspectiva filosófica uma pessoa criativa nascia com um dom divino e que vivia em “um estado místico” além do conceito da criatividade associada à insanidade mental, classificando as ações criativas como atos impensados provenientes dos distúrbios neurológicos das pessoas.

 

Esses transtornos psicológicos que parecem fazer conexão com a criatividade aguçada e que formam a expressão “gênio louco” ainda são muito discutidos nos tempos modernos. Porém, como a criatividade ainda não pode ser medida, alguns recursos utilizados por pesquisadores tentam até hoje estabelecer essa ligação em comum.

 

 

Com o passar dos anos este conceito foi sendo substituído pela ideia de que as pessoas mais criativas são aquelas que mais procuram estimular seus pensamentos, utilizando dos conhecimentos adquiridos através de estudos e principalmente da experiência. Ou seja, a criatividade vem exclusivamente do esforço em obter conhecimento, em absorver as informações e utilizá-las no momento certo e no lugar certo, para desenvolver uma ideia ou criar alguma coisa.

 

Pessoas que trabalham com comunicação digital, mais especificamente com o Inbound Marketing entendem que o alto volume de produção dos conteúdos, dificulta no desenvolvimento de materiais ricos e que proporcionam de maneira geral, um melhor resultado.

 

Para isso, preparamos algumas dicas que fazem parte do processo criativo e que utilizamos no dia a dia aqui na agência. Você pode estar esperando por dicas milagrosas, que farão com que a sua criatividade seja estimulada na hora que você for produzir o seu conteúdo, e que você sairá por aí sendo a pessoa mais criativa do mundo. Pois bem, sinto muito, mas não é bem assim que a banda toca.

 

Como muita coisa na vida, tudo tem suas variáveis e as pessoas são diferentes. No caso da criatividade isso não muda muito e ela pode ser estimulada de diversas formas. No entanto, o que funciona comigo poderá não funcionar com você. O que devemos fazer é encontrar o método que mais funciona e, sempre que possível, melhorá-lo.

 

Então vamos lá…

 

Referencie-se

Independente de ser redator ou designer, é muito importante que você saiba fazer uma boa pesquisa, buscar referências de como os trabalhos ligados ao tema do seu job estão sendo feitos. Você encontrará muita informação, boas e ruins.

 

É importante você selecionar uma certa quantidade das duas opções, ou seja, separe referências de boas campanhas para que sejam inspirações e também das ruins, que servirão como uma base de referências negativas. Pois, como todo criativo, às vezes enfrentamos momentos nos quais achamos que aquilo que criamos não está bom. Isso pode causar uma frustração e atrapalhar seu desempenho, então foque nas boas referências sempre!

 

Ferramentas para uma boa pesquisa de referência: o próprio Google (obviamente), Printerest, Behance, entre outros sites e blogs do segmento ao qual você está trabalhando.

 

Esteja 101%

É muito difícil ter um bom desempenho criativo quando você não está bem. Não adianta você tentar e tentar, porque no final das contas o que vai conseguir é uma frustração tremenda. Pode acontecer de você começar a se questionar a respeito da sua profissão, pensando se realmente você serve para essa atividade. Portanto, se você não está bem procure fazer outras atividades que não necessitam de um pensamento criativo e otimize seu tempo.

 

Outro fator são os horários, cada pessoa tem uma hora do dia em que está com sua potência de ação em alta. Algumas de manhã, outras à tarde e diversos profissionais da nossa área conseguem trabalhar melhor à noite.

 

Busque harmonia entre lógica e criatividade

Da mesma forma que existem pessoas que se sentem incompletas com o seu conteúdo criado, existem aquelas que se apaixonam pela sua criação e, como a paixão deixa cego, elas não enxergam aquilo que muitas vezes pode até ser ridículo. Ou seja, o bom senso deve prevalecer! Não estou dizendo que você não deve tentar criar algo novo, só quero dizer que às vezes aquilo que você pensou parece ser novo e legal, mas pode estar extrapolando – isso acontece pelo fato de que o profissional de criação sempre sofre a pressão de sempre pensar “fora da caixa” e, se mal interpretada, a pessoa pode cometer algumas extravagâncias. Por isso, quando tiver dúvida se algo está “estranho”, pergunte. Pergunte para os seus próximos, o que eles acham e tente chegar em um consenso.

 

Levanta e anda!

Quando bater o famoso bloqueio criativo, vá dar uma volta nem que seja para ir ao banheiro. Tome um café, dê uma conversada com alguém e se distraia.

 

 

Existem diversos processos criativos, mas, na maioria deles, uma das principais etapas é a incubação da ideia e ela só funciona se você esquecer totalmente sobre o que você precisa criar. É incrível e até parece mágica, mas acontece comigo constantemente (inclusive para escrever este texto a incubação demorou quase dois dias).

O bloqueio criativo também é frustrante, então tome cuidado: bateu a bad, dê uma volta e depois volte ao trabalho!

 

Melhore seu ambiente

E pra fechar! O ambiente de suas atividades influencia muito na sua performance. No meu caso não funciona se tiver muito bagunçado. Para outros isso não tem tanta importância. Existem aqueles que só conseguem trabalhar ouvindo música e outros (como eu) que até a música pode atrapalhar, sendo ideal, na maioria das vezes, um ambiente silencioso.

 

A criatividade coletiva – exercitada em equipe – faz com que o local fique mais propício às atividades, portanto é muito importante que a energia de seus colegas de trabalho esteja alinhada com essa ideia. Sendo assim, você terá mais facilidade em trocar informações e produzir com mais qualidade.

 

Agora, você pode tentar aplicar estas dicas no seu dia a dia e ver se o seu processo criativo vai melhorar. E não se esqueça: busque conhecer a si mesmo e as melhores formas de trabalho para você, só assim terá um melhor desempenho criativo!

 

Agora é com você. Pau na máquina!

Compartilhe agora =)

Comente aqui!

Postagens relacionadas

Comente aqui